In-Pulso Cia de Dança

 

Sobre a Cia

A In-Pulso Cia. de Dança, uma Cia contemporânea com direção geral de Erick Silva, iniciou seus trabalhos em 2001 no SESC Pinheiros, com o espetáculo “Baloguns”,com o qual fez o circuito SESC e realizou turnê pelo Paraguai, Argentina, Espanha e Itália.

No ano de 2003, estreou o espetáculo “Do tempo do BOB” no SESC Vila Mariana e realizou turnê por todo o Brasil. Em 2007, estreou “Da Capo” no Teatro Sérgio Cardoso e realizou turnê pela América Latina. Em 2010, foi a estreia de “Cello” no Festival de Música de Tatuí e após seguiu em turnê pelo Brasil. Por falta de incentivo a Cia ficou parada por alguns anos. E voltou as atividades neste ano de 2017 estreando o trabalho “Meu tempo é quando” baseado na vida e obra de Vinicius de Moraes e com Iracity Cardoso assumindo a direção artística. 

Direção

 

ERICK SILVA

Diretor Geral e Coreógrafo

O professor e coreógrafo Erick Silva iniciou seus aos 8 anos no Centro de Dança Maria da Conceição em Recife - Pernambuco. Quando adolescente integrou o Ballet de Cultura Negra, mas a partir de seus 17 passou por companhias como Experimental Cia. de Dança, Maracatu Nação Pernambuco, Cia. de Daniel Bratt, na Alemanha, e o Zik, na França. Em seu retorno para o Brasil, foi bailarino da Cia. Deborah Colker e Cia. Paulista de Teatro Musical, além de ministrar aulas na USP e na Brincants. Teve como diretores e coreógrafos:  Ivonice Satie, Ismael Guizer, Ariel del Mastro, Gustavo Carrizo, Ubiraci Ferreira, Jorge Garcia, Suzana Iamauchi, José Possi Neto, Monica Lira e Liliane Benevento. Hoje atua lecionando em diversas escolas de São Paulo, é diretor da Mostra Dança Produções e faz parte do Conselho Internacional da Dança - Unesco.

IRACITY CARDOSO

Diretora Artística

Formada pela Escola de Dança de São Paulo, teve sua primeira experiência internacional como bailarina em 1964/67, na Alemanha, França e México. Foi professora do Ballet Stagium e diretora do Balé da Cidade de São Paulo. Em 1980 foi assistente de direção e bailarina no Ballet Du Grand Theatre de Genebra, até que em 1988 se tornou Diretora Artística Adjunta. Depois de 1996 passou a trabalhar como Diretora Artística do Ballet Gulbenkian em Portugal.De volta ao Brasil, em 2006/07 foi Assessora de Dança da SMC de SP, onde reativa o Centro de Dança da Galeria Olido. Promove a publicação do Primeiro Edital de Fomento à Dança e inicia um projeto de dança vocacional. De 2008 a 2012 torna-se Diretora Artística Fundadora da São Paulo Companhia de Dança. Foi Jurada no Concurso Internacional de Dança do “Prix de Lausanne”, na Suíça em 2010.  Em 2013 foi convidada pela Fundação Theatro Municipal de São Paulo para assumir a Direção Artística do Balé da Cidade de São Paulo.

Bailarinos

 

Bailarinos

Gisele Emiko

Henrique Lima

Larisa Hermógenes

Stefania Petry

Ricardo Januário

Please reload

Estagiários

Giulia Emannuelle

Isabela Matsuda

Israel Gonçalves

Julia Saba

Please reload

Trabalhos

 

                                                                                                                                                                        “Nasço amanhã

Ando onde há espaço:

— Meu tempo é quando.”

                                                                       (Vinícius de Moraes)                                                                                  

1913, bairro da Gávea, Rio de Janeiro. Da união de uma pianista amadora com um violinista amador nasce o “poetinha”. Vinícius de Moraes... escritor, músico, diplomata, dramaturgo, jornalista boêmio inveterado, malandro, conquistador. Um homem feito de muitas faces, sábias palavras e grandes amores. Na intensidade de seu viver, passam Tati, Regina, Lila, Maria, Nelita, Gesse, Marta, Gilda... suas mulheres, suas paixões. Passam Suzana, Georgiana, Luciana, Maria e Pedro... seus maiores amores. Passam Tom, Toquinho, Baden, Moacir... seus companheiros. Ficam as palavras, os versos, os sonetos... O poeta do encontro, a quem a vida nada negou e que também não se negou a vida. A arte de Vinícius nasce da sua união: consigo mesmo, com o outro, com as suas paixões, com os seus dois lados, o branco e o preto. Vinícius viveu através de sua bossa, de seu samba, de suas mulheres, de seus filhos, de seus amigos, de seus orixás, mas, principalmente, de sua paixão por viver. Saravá, Vinícius!

​© 2019 por Studio de Ballet In-Pulso

  • Facebook
  • Instagram

Siga

Rua João Alvares Soares 1426 - Campo Belo - São Paulo, SP
 
Tel: (11) 2883 6496
WhatsApp (11) 97375 1731
contato@studiodeballetinpulso.com